Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Use o autocontrole para driblar os excessos de fim de ano
Enviar por email Compartilhe no Twitter

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017 - 10:14
running meditationFala, galera! Está chegando o final de ano e com ele, suas festas de Natal, Ano-novo, confraternizações, uva passa no arroz e música da Simone! mrgreen

Com ele, corredores, que passaram o ano ralando e se privando de muitas coisas, principalmente no que diz respeito à alimentação, tendem a afrouxar um pouco e se permitir alguns excessos. O problema para alguns pode ser: Qual o ponto em que os excessos deixam de permanecer pequenos?

Por isso, sempre vem a dúvida entre se regalar à vontade ou continuar "fechando a boca". Eu, particularmente, não sou de beber muito, mas nessa época me permito tomar umas loiras e mergulho de cabeça na comilança! mrgreen

Entretanto, persiste a pergunta de um milhão de dólares: Será que existe ponto de equilíbrio nessa balança?

Para tentar ajudar os corredores (e pessoas em geral!), trago hoje a tradução de um artigo do excelente site WomensRunning, que dá algumas dicas de como procedermos nessa época!
Corredores de todos os lugares se preparam para a tentação dos feriados e tentam fazer malabarismos para equilibrar planos de treinamento e planos de festa. No entanto, os atletas já estão à frente do jogo de controle de impulso.

Um novo estudo publicado na Behavior Modification mostra que o exercício regular não só melhora seu humor, autoestima e imagem corporal, mas também pode ajudar com o controle de impulsos.

Os corredores acordam e na maioria dos dias decidem correr. Às vezes, somos forçados a sair de uma cama quente e ir para um clima atroz. Mas ainda assim nos levantamos, saímos e fazemos. Isso é parte da razão pela qual o nosso músculo do autocontrole é forte, de acordo com o estudo.

Os cientistas chamam o que os corredores fazem todos os dias de "delayed discounting". Para corredores, significa que fazemos algo não tão prazeroso agora, como correr de manhã cedo, pelos bons sentimentos que isso nos trará mais tarde. Qualquer um que já treinou para uma maratona conhece bem este conceito!

O estudo foi realizado primeiro em um grupo pequeno, quatro pessoas, de homens e mulheres sedentários. Mais tarde, repetiu-se em um grupo maior de 12. Ambos os estudos mostraram que, com o aumento do exercício, havia uma correlação direta com um aumento da quantidade de "delayed discounting" que os participantes estavam dispostos a ter.

Aplicando autocontrole às decisões diárias

Como você pode levar seu controle de impulso na corrida para a vida real? Estamos felizes por você ter perguntado.

Planeje com antecedência. Assim como treinar para uma corrida, faça um plano de como você quer fazer sua vontade. Então, coma de acordo o resto do dia para permitir as calorias extras. Nada deve estar fora dos limites, mas você também deveria também tentar praticar a moderação.

Saiba quem você é. Você é a mesma pessoa que venceu as repetições de subida nesta manhã, mesmo quando você quis desistir. Você pode usar essa mesma determinação para superar qualquer tentação que saiba que não servirá para seus propósitos no futuro.

Tenha uma boa memória. Pense em um episódio na corrida quando você quis desistir, mas perseverou. Qual foi o resultado? Como você se sentiu depois? Como esse sentimento mudaria se você tivesse cedido à dor ou optado pelo caminho mais fácil? Aplique e repita isso!
E então, gostaram? Que estratégias vocês usam pra tentar fechar a boca? Ou simplesmente "se jogam" pra "correr atrás" quando passarem as festas?

Abraços e beijos a todos!
Gostou do artigo? Assine nossa NewsLetter e não perca mais nenhum!
Fonte: Competitor.com (adaptado por Coelho de Programa)
Palavras-chave: natal, ano-novo, corrida

Copyright - Marcelo Coelho