Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Dicas para aliar corrida às viagens
Enviar por email Compartilhe no Twitter

segunda-feira, 27 de novembro de 2017 - 14:30
buenos airesFala, galera! Uma prática que vem se tornando cada vez mais comum é aliar a corrida às viagens. Eu mesmo fiz a minha primeira (e até agora, única) maratona numa viagem para Buenos Aires.

Isso é legal porque alia a fomeagem do corredor com passeios turísticos bacanas para ele mesmo e/ou para a família. Entretanto, um motivo de stress pode ser a viagem em si.

Como estamos em época de férias, sinônimo de viagem para pessoas normais e viagens de corrida para corredores, achei oportuno traduzir esse artigo do excelente site Competitor.com, que traz boas dicas para a viagem para correr ser o menos estressante possível.

1. Alimentos crus, hidratação e alongamento

Danny Mackey, Brooks Beasts Coach em Seattle, Wash., compartilha algumas dicas que ele dá aos atletas para os voos. Mackey afirma que seus atletas viajam 16-20 vezes por ano, quatro dessas viagens sendo de costa a costa e 2-3 internacionais. Mackey aconselha: "Uma boa regra é que eu diga sim toda vez que um comissário de bordo lhe pergunta se quer água. O avião tem ar seco, por isso estar com a hidratação em dia é simples, mas importante. Eu incentivo-os a usar meias de compressão ou perneiras por causa da mudança de pressão no avião e porque ficar sedentário fará com que o sangue se acumule nas pernas. Isso não é bom para a recuperação. Você notará a diferença com meias de compressão. A última parte é a cada 45 a 60 minutos, os atletas se levantarem para fazer 10 agachamentos, 10 elevações de joelhos, 10 calcanhares nas nádegas e 3 elevações de panturrilha. Demora 2 minutos, mas faz uma grande diferença nos voos longos, e obter alguma mobilidade do quadril ajudará. Se você traz alguma comida saudável crua, hidrata-se, usa roupas de compressão e se parece com um maníaco de fitness fazendo agachamentos no corredor, então a viagem não deve ser muito ruim".

2. Mantenha o pensamento positivo

Quando a viagem não sai conforme o planejado, seja flexível e positivo. Manter-se livre de estresse e preocupações é essencial para viajar, seja de avião ou de carro. Lembre-se de que mesmo que os dias anteriores à sua corrida não sejam ideais, isso não significa que seu treinamento tenha sido desperdiçado. Na verdade, as semanas que levam a uma grande corrida são apenas semanas finas. Sua forma física já foi construída. Permaneça pensando positivo e focado no dia da corrida. Aproveite a viagem trazendo seus livros favoritos, fazendo um diário ou tentando ir a bons restaurantes. Relaxe o máximo possível e adapte-se às dificuldades.

3. Viaje cedo e mantenha-se na rotina

Tyler McCandless, um atleta de Newton Elite que recentemente representou a equipe dos EUA no Boulder Boulder 10K, compartilha suas principais dicas sobre viajar cedo: "A maior dica é tentar viajar de manhã. Há menos atrasos de voo na parte da manhã. Além disso, mantenha a rotina a que você está acostumado! A manteiga de amendoim de Justin faz pacotes de emergência fáceis de levar e que passam pela segurança. Coisas simples assim facilitam a viagem, minimizam o estresse e o tempo que você precisa para dar recados quando você chegar ao seu destino".

4. Planeje à frente

Melissa Johnson-White, atleta de Hansons Brooks, aconselha a levar seus itens de corrida mais importantes com você, para estar preparado: "Eu sempre trago uma bagagem de mão quando estou voando. Uso esta bolsa para carregar meu uniforme, tênis de corrida, barras energéticas e alguns itens essenciais. Os voos são cancelados, as conexões podem mudar e a última coisa que você precisa é perder sua bagagem antes de uma grande corrida e não ter seu equipamento. Sempre trago barras energéticas e lanches comigo pelo mesmo motivo. Você pode estar sentado no aeroporto por várias horas devido a voos atrasados ou conexões e você não quer mudar sua agenda demais antes de uma grande corrida. Prefiro planejar com antecedência e estar preparado se algo acontecer. Concentre-se no que você pode controlar e não deixe o resto incomodá-lo."

5. Descanso e recuperação

Descanso extra é uma chave para viagens. Se o seu dia de viagem envolve um início insuportavelmente cedo ou um voo que adentra a meia-noite, é bom ter um dia de folga não planejado. Quando chegar ao seu destino, descanse o quanto antes. Colocar as pernas na parede pode ajudar a drenar e circular o sangue nas pernas para que você se recupere mais rápido e esteja pronto para correr no dia seguinte. Se você tiver tempo, uma corrida rápida para soltar as pernas também pode ajudar a circular o sangue e acelerar a recuperação pós-viagem. Durma e depois se ajuste à diferença de fuso horário, se houver. Permitir um dia a mais para se adaptar é um bom plano. Viajar mais cedo para um destino também é uma boa ideia, porque se os planos mudam, você não está chegando no dia anterior à sua corrida ou a perdendo.

6. Viaje com companheiros de equipe

Viajar com colegas de equipe, amigos ou familiares pode ajudá-lo a se preparar para o melhor ou o pior com a viagem. Se você viaja com pessoas que te dão suporte, combater os aborrecimentos da viagem pode ser um pouco mais fácil. Desta forma, se algo acontecer, você não fica sozinho. E você tem pessoas que podem mantê-lo responsável por fazer o melhor que pode para viajar com segurança e inteligência. Além disso, mais companhia torna a viagem agradável. Viajar não precisa ser temido; pode ser um barato!
Gostou do artigo? Assine nossa NewsLetter e não perca mais nenhum!
Fonte: Competitor.com (adaptado por Coelho de Programa)
Palavras-chave: corrida, viagens

Copyright - Marcelo Coelho