Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Como manter sua motivação na corrida sempre em alta
Enviar por email Compartilhe no Twitter

segunda-feira, 20 de novembro de 2017 - 09:38
corrida união europeiaFala, galera!

Todos nós sabemos que a corrida é viciante e (quase sempre) prazerosa.

Entretanto, mesmo nós, os "viciados", passamos por aquelas fases de pouca motivação para os treinos, seja pelo cansaço (físico e/ou mental), pelo cumprimento da meta anual que você mesmo estipulou, por voltar de lesão...

Pensando nisso , traduzi hoje um artigo do excelente site WomensRunning.Com, que traz dicas da triatleta Allie Burdick para mantermos a motivação sempre em alta.

Bora dar aquela lidinha básica? mrgreen
Não é fácil - mas, como diz o ditado, se fosse fácil, todos poderiam fazê-lo. Depois de competir em provas de corrida, duathlon e triatlo nos últimos 17 anos, há uma pergunta que eu ouço muito: "Como você fica motivada?" A resposta não é simples. Mesmo assim, quero compartilhar as pequenas coisas que faço todos os dias para permanecer motivada.

Arranje desculpas

É o oposto do que você está pensando. A maioria das pessoas dá desculpas para não encaixar os treinos ou esperam até o final do dia e tentam espremê-lo quando estão com fome, cansaço e as obrigações domésticas ou infantis chamam.

Eu arranjo uma desculpa todos os dias para treinar. Se eu souber que é um dia atarefado, acordo às 5 da manhã e pego minha bicicleta ou levanto pesos no meu porão. Peço ajuda para que alguém (qualquer um!) venha cuidar dos meus filhos para que eu possa sair de casa para correr ou nadar. Aproveito os cuidados infantis no ginásio e uso o tempo em que meus filhos estão na escola com inteligência.

Não importa o que o dia trouxer, arranje uma desculpa para treinar.

Não dê 110 por cento

Não existe 110 por cento - e mesmo um esforço de 100 por cento muda durante o dia. Às vezes, estou cansado do dia anterior ou estou desidratado ou estressado com um número de coisas. Nesses dias, meu treino sofre. Se estou fazendo o melhor que posso nesse momento e nesse dia, estou satisfeito.

Não espere dar mais do que você tem em um determinado dia. Foque em fazer o seu melhor e depois siga em frente.

Ignore

Tenho mais de 40 anos, não sou uma nadadora forte e tenho problemas de ansiedade. Na maioria das vezes, escolho ignorar todas as minhas fraquezas e silenciar a voz dentro da minha cabeça que diz que meus tempos são mais lentos e que nunca vou alcançar os ritmos em que estou mirando.

Esqueça o ruído e o que a ciência diz que você pode ou não ser capaz de fazer. Defina grandes objetivos e tente como o diabo alcançá-los, independentemente do que outros possam dizer que é possível. O que a mente pode conceber e acreditar, pode alcançar!

Trabalhe nas Forças

Eu costumava passar muito tempo trabalhando em minhas fraquezas, já que parecia ser a coisa a se fazer para me tornar uma atleta melhor. Contudo, descobri que a chave para o sucesso era um pouco mais complicada. Você deveria absolutamente trabalhar em suas fraquezas, mas reconheça que há limites para o quanto você pode melhorar após um certo ponto. Dito isto, seus pontos fortes têm a nítida vantagem de fazer você se sentir invencivel, o que automaticamente envolve seu jogo mental e nos leva à minha quinta dica.

Treine a mente

Nunca subestime o poder da conexão entre mente e corpo. O que você diz a si mesmo no treino e no dia da corrida é em que seu corpo vai acreditar. Tantas corridas se tratam de resistência mental - e se você não está treinando seu cérebro junto com seu corpo, você deve começar agora.
E então, gostou? Espero que sim! mrgreen

Abraços e beijos a todos!
Gostou do artigo? Assine nossa NewsLetter e não perca mais nenhum!
Fonte: Competitor.com (adaptado por Coelho de Programa)
Palavras-chave: corrida, motivação

Copyright - Marcelo Coelho