Coelho Dizeres Computador
[X] Fechar

Já conhece a NewsLetter do CoelhoDePrograma? Clique aqui e assine!

Só demora 30 segundos para se cadastrar e você recebe nossas notícias por email!

Seu nome:

Seu email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

7 características do corredor mentalmente resistente
Enviar por email Compartilhe no Twitter

quinta-feira, 6 de setembro de 2018 - 08:15
corredorFala, corredor, beleza? mrgreen

Você conhece o cenário: Chegou o dia daquela prova que você elegeu como alvo da temporada, ou simplesmente uma em que você decidiu ir pra "arregaçar".

Tudo vai se encaminhando bem, o ritmo, apesar de forte, "encaixou". Você segue moendo as canelas de cum força.

Eis que chega a metade da corrida. Nesse momento, você olha pro relógio e diz pra si mesmo:

a) - Putz, ainda falta a metade dessa m!*&!%@#!@

b) - Bora que metade já passou!

Ainda que intuitivamente, usei essa estratégia de resistência mental na minha primeira maratona e funcionou bem pra mim!

Pois é... parece coisa de livro de autoajuda, mas pelo menos pra mim, aquele velho ditado de "a cabeça comanda o corpo" é verdade.

Revendo as matérias anteriores, vi que já tinha uma bem recente sobre este mesmo assunto. Então, essa de hoje, que traduzi do excelente site Competitor.com, serve como uma continuação da outra, apesar de ter outro enfoque.

Então partiu parar de embromation e dar aquela lidinha de lei! mrgreen
Você sabe o que torna os corredores mentalmente resistentes, especialmente quando os treinos ou provas não estão indo bem? Você conhece a melhor maneira de desenvolver resiliência em situações difíceis? Para responder a essas perguntas, você deve primeiro entender o que a resistência mental significa para um corredor.

O que é a resistência mental para corredores?

Tenacidade mental é a capacidade de correr de forma confiável no seu melhor, independentemente das condições externas, distrações ou emoções internas. Como um atleta campeão e psicólogo esportivo que trabalhou extensivamente com atletas olímpicos e corredores de todos os níveis ao longo dos anos, desenvolvi uma constelação de traços e hábitos-chave que definem a resistência mental.

A boa notícia é que você não precisa nascer com força mental. Resistência mental é uma característica adquirida. Você não precisa passar por uma experiência com risco de vida para obtê-lo. Você pode aprender a ser mentalmente resistente através de seus treinos todos os dias. Você será desafiado muitas vezes a seguir em frente e alcançar seu objetivo. Quanto mais você aprende, mais resistência mental você ganha.

Quais são as qualidades do corredor mentalmente resistente?

Aqui estão alguns dos temas comuns que observei entre corredores bem-sucedidos. Existem vários traços-chave que compõem a resistência mental. Independentemente de onde você está em seu treinamento, você pode se tornar um corredor mentalmente resistente e fazer disso sua força.

Resiliência: A capacidade de se recuperar da adversidade, dor ou um desempenho decepcionante. O corredor mentalmente resistente pode perceber e admitir um erro, entender uma oportunidade perdida, isolar a lição e rapidamente prosseguir focado na meta imediatamente à frente.

Foco: A capacidade de se concentrar em face de distrações ou circunstâncias inesperadas. O corredor mentalmente resistente não evita situações, mas em vez disso as aborda imediatamente. Por exemplo, quando você está nos últimos quilômetros da maratona, você se sente cansado, está sofrendo e quer desistir. Essa é a hora de se concentrar. Você diz: "Preciso seguir em frente, apenas este passo, mais um passo". E você provavelmente chegará à linha de chegada enquanto estiver mentalmente resistente.

Força: A capacidade de lidar com uma mudança imprevista de eventos e permanecer equilibrado e calmo, continuando a ser competitivo. O corredor mentalmente resistente continua forte e flexível, capaz de responder a qualquer situação que surja.

Preparação: A capacidade de antecipar situações com antecedência e se sentir preparado para executar um plano de ação para qualquer coisa que possa acontecer. O corredor mentalmente resistente não entra em pânico em uma crise, como cair em uma prova ou um treino, por exemplo. Outro exemplo: você pode estar em uma prova, e seu concorrente se move à sua frente. Você tem um método para se manter mentalmente calmo, ajustar seu ritmo e seguir seu plano.

Visão: A capacidade de seguir em frente com seu objetivo, mesmo quando não há sinais imediatos da proximidade da linha de chegada. O corredor mentalmente resistente cria uma imagem clara do objetivo, visualiza-o com frequência e mantém essa imagem em primeiro plano, não importa o que aconteça. Você imagina todos os cenários possíveis e tem um plano para passar por cada um deles com sucesso.

Abertura: A capacidade de aprender e estar aberto a todas as possibilidades. O corredor mentalmente resistente está disposto a ouvir e receber feedback, sabendo que é aí que mudanças reais acontecem. Você ouve aquela voz interior que diz: "Posso fazer isso. Tenho todas as ferramentas e recursos para criar meu próprio sucesso."

Confiança: A capacidade de ter fé em si mesmo. O corredor mentalmente resistente aprende a confiar que o corpo saberá o que fazer quando for a hora da prova. Você confia em seu treinamento e em seu plano. Você confia no seu treinador. Você acredita em si mesmo, mesmo quando não há ninguém por perto para aumentar sua confiança. Você vai com o que sabe, mesmo quando o seu sistema de apoio não está presente na corrida. Você permanece mentalmente resistente e segue em frente, mesmo quando a linha de chegada parece distante. Você diz: "Cada passo me aproxima do meu objetivo".
Abraços, beijos e até a próxima! mrgreen

Fonte: Competitor.com (adaptado por Coelho de Programa)

Leia mais sobre: corrida, resistência mental

Assine a NewsLetter do CoelhoDePrograma e não perca mais nenhum artigo!

Gostou da matéria? Comente logo abaixo! mrgreen

Copyright - Marcelo Coelho